Piscina de vinil: Saiba tudo sobre esse modelo de piscina

Ter uma piscina é o sonho de consumo de muita gente. Estamos falando de algo que é símbolo de ostentação e também sinônimo de diversão e bons momentos. Afinal quem não gostaria de contar com uma piscina para os dias mais quentes e para festas?

Claro, existem diversas opções de piscinas no mercado. Estamos falando em tamanhos, formatos e também uma variedade de materiais que podem fazer toda a diferença na hora da escolha. E uma das alternativas disponíveis é a piscina de vinil.

Quer descobrir se as piscinas de vinil valem a pena? Então você está no lugar certo:

Piscina de vinil

Comumente utilizadas nos Estados Unidos e países da Europa, as piscinas de vinil estão chamando a atenção do consumidor devido ao tempo de instalação, aos preços mais acessíveis na comparação com outros tipos de piscina, além da variedade no design.

A instalação desse modelo de piscina é feito com a demarcação do solo no local escolhido para definir a profundidade. Depois a escavação, a construção de tubulações e colunas, e levantamento das paredes com uso de bloco de concretos. Por sua vez os processos de impermeabilização, e uso de revestimentos e rejuntes não são necessários para a piscina de vinil.

Vatagens

A opção do consumidor por uma piscina de vinil ocorre devido a uma série de vantagens interessantes. Veja só:

  • Instalação rápida: Em comparação com modelos tradicionais de piscina – de concreto, por exemplo – a instalação deste tipo de piscina acaba sendo mais rápido, seja pela montagem da estrutura ou pela não necessidade de acréscimo de pastilhas ou de impermeabilização. Em média a instalação pode levar entre 15 e 20 dias.
  • Manutenção fácil: O vinil é um material que pode ser consertado mesmo com a piscina cheia em caso de vazamentos ou trincas, desde que se utilize kits que empresas especializadas no ramo possuem a sua disposição.
  • Limpeza simples: Basta utilizar produtos químicos para tratar a água. Na prática, a piscina de vinil sequer precisa ser esvaziada para que a limpeza seja feita pois, uma vez que seu material tem superfície lisa e não acumula tanta sujeira quanto uma piscina de concreto.
  • Design personalizado: O design da piscina de vinil é bastante variado uma vez que o cliente pode escolher o que mais interessa. Imitações de pastilhas, desenhos geométricos, faixas, cores degradês, desenhos de animais… não faltam opções!
  • Liberdade sobre o formato: Uma vez que o vinil é um material maleável você pode escolher o formato desejado. Isso porque o material acompanha ângulos e curvas com versatilidade, atendendo a demanda de diversos tipos de projetos.
  • Não precisa de impermeabilização: O próprio material vinílico é o impermeabilizante, então as piscinas desse material não precisam passar por esse processo.

Desvantagens

Obviamente nem tudo são flores. A piscina de vinil também apresenta algumas desvantagens:

  • Mais frágil: Como o vinil é maleável, ele é um material mais frágil. Sendo assim é preciso evitar o uso de objetos pontiagudos durante o banho de piscina e assim evitar rasgos em sua estrutura.
  • Cuidados com produtos químicos: O vinil requer maior número de produtos químicos para manter o PH da água neutralizado, necessitando assim de maiores cuidados na sua conservação. Ao mesmo tempo, é preciso ter cuidado para evitar manchas e outros danos.
  • Cuidado com o uso do cloro:  O uso de cloro em excesso pode acabar desbotando o desenho e também ressecar a borda do material, requerendo a troca do vinil em aproximadamente 10 anos. Isso pode ser contornado com o uso de produtos químicos com a dosagem indicada para esse tipo de vinil.
  • Durabilidade: O vinil não tem uma durabilidade tão boa quando comparada a outros materiais, portanto esse pode ser um obstáculo importante.

Como cuidar da piscina de vinil

Para manter sua piscina de vinil sempre em ordem e bem conservada é preciso ter em mente seguir as recomendações a respeito dos produtos químicos e procedimentos recomendados pela empresa que instalou a piscina e também a fabricante do vinil.

Outro ponto é que a conservação precisa ser feita com a utilização dos kits de reparo de vinil, em especial para cuidar de danos menores ou vazamentos, além ainda de seguir os prazos que dizem respeito a manutenção e a substituição do material.

Além disso, é preciso repetir para evitar o uso de objetos pontiagudos durante o banho de piscina, evitando assim o risco de furos e danos no material.

Vale a pena escolher a piscina de vinil?

A decisão sobre valer ou não a pena a opção pela piscina de vinil precisa ficar a critério do consumidor, analisando as vantagens e desvantagens do material. A opção é uma decisão bastante pessoal.

Seja como for, não tenha pressa: você pode pesquisar e conversar com pessoas que lidam com o material e possam falar sobre a rotina de cuidados. Além disso, existem ainda pelo menos duas opções além do vinil, que são a alvenaria ou a fibra e vidro.

Precisa de inspiração? Veja então algumas fotos de piscina de vinil!

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *